Cronologia

Exposições individuais e coletivas e projetos


1975
Ingressa na Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais. É aluna de Amilcar de Castro.

Noite de Arte. Auditório da Reitoria/Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Brasil. (coletiva)

1976

Festival de Inverno da UFMG. Casa de Contos, Ouro Preto, Brasil. (coletiva)

1977

IX Salão Nacional de Belo Horizonte. Museu de Arte da Pampulha, Belo Horizonte, Brasil. (coletiva)

 

1978

Mostra de Arte. Círculo Militar, Belo Horizonte, Brasil. (coletiva)

Bacharelado em Belas-Artes pela Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Brasil.

1979

X Salão de Artes Plásticas da Prefeitura de Belo Horizonte. Belo Horizonte, Brasil. (coletiva)

Encontro Corpo de Artes Visuais. Belo Horizonte, Brasil. (coletiva)

Aquarela do Brasil (Séculos XIX e XX). Palácio das Artes, Belo Horizonte, Brasil. (coletiva)

1980
Formas Lúdicas no Espaço. Parque Sabiá, Uberlândia, Brasil. (instalação destruída em 2004)

1981
Galeria Sylvio Vasconcellos, Belo Horizonte, Brasil; Galeria A/Fundação Cultural do Distrito Federal/Secretaria de Educação e Cultura, Brasília, Brasil. (individual)
Catálogo: Texto de Eduardo Luppi.

I Salão Nacional de Artes Plásticas da Aeronáutica. Centro de Convenções, Brasília, Brasil. Prêmio Viagem. (coletiva)

Arte da Fibra. Saguão da Biblioteca Campus Santa Mônica/Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, Brasil. (individual)
Catálogo: Texto de Marlene Trindade.

1982

Centro de Arte de Campo Grande, Campo Grande, Brasil. (individual)
Catálogo: Texto de Marlene Trindade.

K 18 – Stoffwechsel. Internationale Kunstausstelung, Kassel, Alemanha. (coletiva)

III Trienal de Tapeçaria. Museu de Arte Moderna de São Paulo, São Paulo, Brasil. (coletiva)

Prêmios do Ministério da Educação e Cultura, da Secretaria de Educação e Cultura e da Funarte.

1983

Tapeçarias do Brasil. Vitória, Brasil. (coletiva)

Viagem de estudos para os Estados Unidos como bolsista da Fulbright Foundation (1983-1986). Estuda na State University of New York at Buffalo e  na University of Arizona. Participa de seminários  com Ann Leda, Nancy Graves, Robert Colescotti, Lita Albuquerque, entre outros.


1984
Ritual Objects. Fiberworks Gallery, Berkeley, Estados Unidos. (individual)

Fiber Clay Metal. Joseph Gross Gallery/University of Arizona, Tucson, Estados Unidos. (coletiva)

Bolsista da Capes – Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, Ministério da Cultura.

1985
Frequenta o San Francisco Art Institut e a University of California at Berkeley.  Estuda com Joan Jonas, John Cage, Merce Cunningham, Jonathan Borofsky, David Ireland, Peter Selz, David Hockney, Louise Bourgeois, Bella Feldman, Beatrice Hablig, Robert Irwin, Pat Steir, Jean Basquiat, Suzy Gabllik, Eliane de Kooning, John Buck, Ana Valentina Much, Elizabeth Murray, Robert Mangold,  Magdalena Abakanowitz,e outros.

Transition. Fiberworks Gallery II, Berkeley, Estados Unidos. (individual)

Paper: Ephemeral Enduring. Matrix Gallery/University Art Museum, Sacramento, Estados Unidos. Curadoria de Janis Edward. (coletiva)

Mixed Media Installation. Fiberworks Gallery, Berkeley, Estados Unidos. (coletiva)

Calipered Transverse: Narratives for an Uncertain Future. Fiberworks Gallery, Berkeley, Estados Unidos. (coletiva)

1986

Inside out. Fiberworks Gallery, Berkeley, Estados Unidos. (individual)

Transcending Confines. Matrix Gallery, Sacramento, Estados Unidos. (coletiva)

Landscape: Unusual Vantages. San Francisco Arts Commission Gallery, São Francisco, Estados Unidos. (coletiva)

Doutorado pela John F. Kennedy University (campus Berkeley), sob a orientação de David Ireland.

1987

Retorna ao Brasil.

1989
Iluminações. Centro Cultural/Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Brasil. Curadoria de Marcio Sampaio, Eliana Rangel, Bartolomeu Queirós e João Evangelista Andrade. (coletiva)

Novos Valores da Arte Latino-Americana/Brasil – 2º Festival Latino-Americano de Arte e Cultura. Museu de Arte de Brasília, Brasília, Brasil. Curadoria de Olívio Tavares de Araújo. (coletiva)

XIV Salão de Arte de Ribeirão Preto. Ribeirão Preto, Brasil. (coletiva)

IX Salão Nello Nuno. Viçosa, Brasil. Prêmio Aquisição. (coletiva)

Esculturas . Escola de Arte Casa das Idéias, Uberlândia, Brasil. Individual

XXI Salão da Prefeitura de Belo Horizonte. Museu de Arte de Belo Horizonte, Belo Horizonte, Brasil. Menção honrosa. (coletiva)

Prêmio de Artes Plásticas Copesul/Margs 35 Anos com a obra Pontes de sonhos.

1990

Casa da Cultura, Uberlândia, Brasil. (individual)
Catálogo: Texto da artista.

III Mostra Coletiva do Projeto Macunaíma. Galerias Macunaíma, Sergio Milliet, Rodrigo de Mello e Espaço Alternativo/Instituto Brasileiro de Arte e Cultura – IBAC, Rio de Janeiro, Brasil. (coletiva)

Gente de Fibra. SESC  Pompéia, São Paulo, Brasil. Curadoria de Alberto Beuttenmüller. (coletiva)

1991
Conexões. Projeto Macunaíma, Galeria Sergio Milliet e Espaço Alternativo/Instituto Brasileiro de Arte e Cultura – IBAC, Rio de Janeiro, Brasil. (individual)

XVI Salão de Arte de Ribeirão Preto. Ribeirão Preto, Brasil. Prêmio Viagem Nacional com a obra Memória II. (coletiva)

Escultura: Amilcar de Castro e Shirley Paes Leme. Saguão da Biblioteca do Campus Santa Mônica/Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, Brasil. (individual)
Catálogo: Texto de Alberto Beuttenmüller (sobre a artista).

Prêmio Brasília de Artes Plásticas 1991/XII Salão Nacional de Artes Plásticas. Museu de Arte de Brasília, Brasília, Brasil; Instituto Brasileiro de Arte e Cultura, Rio de Janeiro, Brasil. Prêmio de participação com a obra Memória I. (coletiva)

1992
Uno em 15e Biennale Internationale de Lausanne. Musée Cantonale des Beaux-Arts e Palais des Rumine, Lausanne, Suíça; Nederlands Textielmuseum, Tilburg, Holanda; Nordjyllands Kunstmuseum, Aalborg, Dinamarca. (coletiva)
Catálogo geral: Texto de Alberto Beutenmüller (sobre a artista).
Catálogo individual: Textos de Stella Teixeira de Barros, Alberto Beuttenmüller, Bella Feldman e Eduardo Luppi.

Ícones da Utopia. Palácio das Artes, Belo Horizonte, Brasil. Curadoria de José Alberto Nemer. (coletiva)

Caixa Econômica Federal/Agência Floriano Peixoto, Uberlândia, Brasil. (individual: objetos)

Museu de Arte Moderna de São Paulo, São Paulo, Brasil. (individual)

Brazilian Contemporary Art Project. Instituto Brasileiro de Arte Contemporânea – IBAC, Rio de Janeiro, Brasil; Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, São Paulo, Brasil. (coletiva)
 

1993
Matrix Gallery, Sacramento, Estados Unidos. (individual: objetos)

I Bienal de Arte Incomum. Museu de Arte Contemporânea, Goiânia, Brasil. Prêmio Secom com a obra Memória. (coletiva)

International Matchbox Shox. Yavne Art Workshop Gallery, Jerusalém, Israel; Yanko Dada Museum, Ein Hod, Israel [1994]; Ashdod, Israel [1994]. Curadoria de Monica Lavie. (coletiva)

1994

Nexus. Espaço Cultural Cemig, Belo Horizonte, Brasil. (individual)
Catálogo: Texto de Amélia Toledo.

Pequeño Formato Latinoamericano 94. Luigi Marrozzini Gallery, San Juan, Porto Rico. (coletiva)

Escultura. Espaço Namour, São Paulo, Brasil. Curadoria de Denise Fahham e Luciana Brito. (coletiva)

A Outra Banda da Terra – Minas. Palácio das Artes, Belo Horizonte, Brasil; Uberlândia, Brasil. Curadoria de Lu de Laurentiz. (coletiva)

Projeto Arte e Cultura. Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, Brasil. Coordenação da artista.

1995
Filhas da Terra. Casa da Cultura, Uberlândia, Brasil. Curadoria de Alexandre França. (coletiva)

Projeto Arte na Cidade. Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, Brasil. Coordenação da artista.

8th International Poland Biennial. Varsóvia, Polônia; Central Museum of Lodz, Lodz, Polônia. (coletiva)

Ato All. Instituto de Artes/Universidade Federal de Goiás, Goiânia, Brasil. (coletiva)

Novospaço (artista convidada). Paço das Artes, São Paulo, Brasil. Curadoria de Sérgio Pizoli. (coletiva)

1996

Organicus. Brasilianisches Kulturinstitut in Berlin, Berlim, Alemanha; Galerie Drei, Dresden, Alemanha; Centro de Artes Visuais Tambiá, João Pessoa, Brasil; Valu Ória Galeria de Arte, São Paulo, Brasil; Ribeirão Preto, Brasil. Curadoria de Tereza de Arruda. (coletiva)

15 Artistas Brasileiros. Museu de Arte Moderna de São Paulo, São Paulo, Brasil; Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil [1997]; Museu de Arte da Bahia, Salvador, Brasil [1997]. Curadoria de Tadeu Chiarelli. (coletiva)

Projeto Arte no Hospital. Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, Brasil. Idealização e realização da artista. (coletiva)

Flame. Brazilian-American Cultural Institute – BACI, Washington, Estados Unidos. (individual)
Catálogo: Textos de Marco Antonio Andrade (convite) e Tadeu Chiarelli (catálogo)

Amilcar de Castro e Shirley Paes Leme. Galerie Debret, Paris, França. (individuais)
Catálogo: Textos de Marco Antonio Andrade (convite) e Tadeu Chiarelli (catálogo)

Arte Brasileira Contemporânea – Doações Recentes. Museu de Arte Moderna de São Paulo, São Paulo, Brasil. Curadoria de Tadeu Chiarelli. (coletiva)

1997

Veranstalter: VorOrt – Kunst, Kultur und Kommunikation, Berlim, Alemanha. (individual)

Die Anderen Modernen: Zeitgenössische Kunst aus Afrika, Asien und Lateinamerika [Os outros modernos: a arte contemporânea da África, Ásia e América Latina]. Haus der Kulturen der Welt, Berlim, Alemanha. Curadoria de Alfons Hug. (coletiva)
Catálogo: Texto de Christian Rattemeyer (sobre a artista).

Todo. Galerie Jaspers, Munique, Alemanha. (individual)
Catálogo: Texto de Tereza de Arruda.

Common Space 2. Zámocký Park, Pezinok, República Eslovaca. Curadoria de L’ubomíra Slušná. (coletiva)

Como uma chama II em Diversidade da Escultura Brasileira Contemporânea. Av. Paulista e Instituto Cultural Itaú, São Paulo, Brasil. Org. Instituto Cultural Itaú. (coletiva)

Tridimensionalidade na Arte Brasileira do Século XX. Instituto Cultural Itaú, São Paulo, Brasil; Itaugaleria, Belo Horizonte, Brasil; Itaú Cultural, Campinas, Brasil; Itaugaleria, Penápolis, Brasil; Itaugaleria, Brasília, Brasil. (coletiva)

Pequenos Formatos. Valu Ória Galeria de Arte, São Paulo, Brasil. (coletiva)

Kunst aus Brasilien. Ernst Moritz Arndt Universität Greifswald, Greifswald, Alemanha. (coletiva)
 

1998
Pela Fresta. Galeria de Arte da Oficina Cultural, Uberlândia, Brasil. (individual)
Catálogo: Texto de Katia Canton.

São. Galeria Xico Stockinger/Casa de Cultura Mario Quintana, Porto Alegre, Brasil; Fogo Fel. Galeria Sotero Cosme/Casa de Cultura Mario Quintana, Porto Alegre, Brasil. (individuais)
Catálogo: Texto de Marília Andrés Ribeiro. [*]

Rito de Passagem em Lorca na Rua – XIII Festival Iberoamericano de Teatro. Cádiz, Espanha. Org. Sesc. (coletiva)

Valu Ória Galeria de Arte, São Paulo, Brasil. (individual)
Catálogo: Texto de Maria Alice Milliet. [*]

Múltiplos. Valu Ória Galeria de Arte, São Paulo, Brasil. Curadoria de Rubem Breitman. (coletiva)

Rito de passagem em 25º Salão Nacional de Arte de Belo Horizonte – Edição do Centenário. Museu de Arte da Pampulha, Belo Horizonte, Brasil. Curadoria de Walter Sebastião. (coletiva)

Obras em Destaque. Dan Galeria, São Paulo, Brasil. (coletiva)
 

1999
Esculturas contemporâneas no Jardim de Glaziou. Casa de Petrópolis – Instituto de Cultura, Petrópolis, Brasil. Curadoria de Luiz Áquila. (coletiva)

Individual. Galeria Referência, Brasília, Brasil.

Arte brasileira sobre papel na coleção do Museu de Arte Moderna de São Paulo. Museu de Arte Moderna de São Paulo, São Paulo, Brasil. Curadoria de Tadeu Chiarelli. (coletiva)

Paisagem sublime. Museu de Arte Moderna de São Paulo, São Paulo, Brasil. Curadoria de Ricardo Resende. (coletiva)

Centro Cultural UFMG – 10 Anos. Centro Cultural/Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Brasil. Curadoria de Marília Andrés Ribeiro e Fernando Pedro da Silva. (coletiva)

Galerie Barsikow, Barsikow, Alemanha. (individual : desenhos)
Catálogo: Texto de Barbara Töpper-Fennel.

Memória. KunstRaum, Berlim, Alemanha. (individual)
Catálogo: Texto de Olívio Tavares de Araújo. [*]

Território Expandido. Sesc Pompéia, São Paulo, Brasil. Curadoria de Angélica de Moraes. (coletiva)

Arte Contemporânea Brasileira sobre Papel. Galeria Itaú Cultural, Penápolis, Brasil; Galeria Itaú Cultural, Brasília, Brasil; Casa dos Contos, Ouro Preto, Brasil; Museu Universitário de Arte/Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, Brasil. Curadoria de Tadeu Chiarelli. (coletiva)

Receptáculos. Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo/Ibirapuera, São Paulo, Brasil. Curadoria de Katia Canton. (coletiva)

Uberlândia 113 Anos. Oficina Cultural, Uberlândia, Brasil. (coletiva)

Invisible Exhibition. Zámocký Park, Pezinok, República Eslovaca. Curadoria de L’ubomíra Slušná. (coletiva)

XS (Extra-Small)/XL (Extra-Large). Galeria Nara Roesler, São Paulo, Brasil; Galeria de Arte Marina Potrich, Goiânia, Brasil; Museu Universitário de Arte, Uberlândia, Brasil. Curadoria de Nancy Betts. (coletiva)

Pinacoteca da Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, Brasil. (individual: esculturas e desenhos)
Catálogo: Texto de Amilcar de Castro.

2ª Bienal do Mercosul. Porto Alegre, Brasil. Curadoria geral de Fabio Magalhães. (coletiva)
Folder individual: Texto de Marco Antonio Andrade.

Fim de Festa. Oficina Oswald de Andrade, São Paulo, Brasil. (videoinstalação)

Programa artista em residência pela Künstlerhaus Bethanien, Berlim, Alemanha.

Dirige o do Museu Universitário de Uberlândia, ligado à Universidade Federal de Uberlândia (até 2000).

2000
Passos da Paixão. Museu Universitário de Arte, Uberlândia, Brasil. (instalação interativa e performance)

Mostra do Redescobrimento. Pavilhão Ciccillo Matarazzo/Parque do Ibirapuera, São Paulo, Brasil. Curadoria geral e do segmento de arte contemporânea de Nelson Aguilar. (coletiva)

Cá entre Nós. Paço das Artes, São Paulo, Brasil. Curadoria de Maria Alice Milliet. (coletiva)

XII Mostra da Gravura de Curitiba. Museu da Gravura Cidade de Curitiba, Curitiba, Brasil. Curadoria geral de Paulo Herkenhoff e Adriano Pedrosa; curadoria da exposição da artista de Adriano Pedrosa e Verônica Cordeiro. (coletiva)

Rosas Rosa – Emblemas e Movimento. Casa das Rosas, São Paulo, Brasil. Curadoria de José Roberto Aguilar. (videoinstalação com Walter Silveira)

Século 20: Arte do Brasil. Centro de Arte Moderna José de Azeredo Perdigão, Lisboa, Portugal. Org. Associação Brasil +500; projeto de Nelson Aguilar, Franklin Espath Pedroso e Jorge Molder. (coletiva)

Lúmen Vaga Lúmen em 7ª Bienal de La Habana. Centro de Arte Contemporáneo Wifredo Lam, Havana, Cuba. Curadoria de Nelson Herrera Ysla; curadoria da representação brasileira de Leonor Amarante. (coletiva)
Catálogo: Texto de Angélica de Moraes (sobre a artista). [*]

Medalha Grande Otelo de Cultura.

2001
O Espírito de Nossa Época. Museu de Arte Moderna de São Paulo, São Paulo, Brasil; Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil. Curadoria de Stella Teixeira de Barros. (coletiva)

Rede de Tensão – Bienal 50 Anos. Fundação Bienal de São Paulo, São Paulo, Brasil. Curadoria de Maria Alice Milliet e Vitoria Daniela Bousso. (coletiva)

Celma Albuquerque Galeria de Arte, Belo Horizonte, Brasil. (individual)

Convergência: 4 Artistas de Minas. Silvia Cintra Galeria de Arte, Rio de Janeiro, Brasil. Curadoria de Marcio Sampaio. (coletiva)

São ou não são Gravuras?. Espaço MAM Villa-Lobos, São Paulo, Brasil. Curadoria de Ricardo Resende. (coletiva)

Lúmen Vaga Lúmen em Cote à Cote: Art Contemporain du Brésil. Capc Musée d’art contemporain de Bordeaux, Bordeaux, França. Curadoria de Nelson Aguilar. (coletiva)

Arte Contemporâneo Brasileño. Centro de Extensión/Pontificia Universidad Catolica de Chile, Santiago, Chile. Curadoria de Katia Canton. (coletiva)

2002

Tangenciando Amilcar. Santander Cultural, Porto Alegre, Brasil. Curadoria de Tadeu Chiarelli. (coletiva)
Catálogo: Texto de Márcio Sampaio (sobre a artista).

A Busca de um Sentido para o Mundo. Museu Alfredo Andersen, Curitiba, Brasil. Curadoria de Katia Canton. (coletiva)

Desenhando o desenho do outro em Festival de Arte de Florianópolis. Florianópolis, Brasil. (vídeo)

Nefelibatas. Museu de Arte Moderna de São Paulo, São Paulo, Brasil. Curadoria de Ricardo Resende. (coletiva)

Salas da Memória. Espaço Cultural Contemporâneo – ECCO, Brasília, Brasil. Curadoria de Katia Canton. (coletiva)

Correr o Risco. Galeria Baró Senna, São Paulo, Brasil. (individual)
Catálogo: Texto de Maria Alice Milliet. [*]

Contemporáneos Brasileños. Centro de Arte Contemporáneo Wifredo Lam, Havana, Cuba. Curadoria de Tereza de Arruda e Ibis Hernández Abascal. (coletiva)

Faxinal das Artes (programa de residência de artistas contemporâneos). Faxinal do Céu, Brasil. Museu de Arte Contemporânea do Paraná, Curitiba, Brasil (exposição). Curadoria de Agnaldo Farias e Fernando Bini.

Opera Aberta: Celebração. Casa das Rosas, São Paulo, Brasil. Curadoria de José Roberto Aguilar. (coletiva)

Correr o Risco. Referência Galeria de Arte, Brasília, Brasil. (individual)

Accrochage. Galerie Jaspers, Munique, Alemanha. (coletiva)



2003

Pluralidade na Arte Brasileira. Galeria de Arte e Pesquisa/Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, Brasil; Museu de Arte de Santa Catarina, Florianópolis, Brasil. (coletiva)

The 8th Internacional Shoebox Sculpture Exhibition. The University of Hawai’i Art Gallery, Honolulu, Havaí; Kukui Grove Center Exhibition Hall, Līhu’e, Havaí; Kaohsiung Museum of Fine Arts, Kaohsiung, Taiwan; Providence University Art Center, Taichung, Taiwan; National Cheng Kung University, Tainan, Taiwan; National Museum of History, Taipei, Taiwan; National Central University, Yaoyuan, Taiwan; West Bend Art Museum, West Bend, Estados Unidos; California State University/Dominguez Hill University Art Gallery, Carson, Estados Unidos; Dickinson College, Carlisle, Estados Unidos; Wright State University, Dayton, Estados Unidos; Dahl Arts Center, Rapid City, Estados Unidos; MacNider Art Museum, Mason City, Estados Unidos; Isla Center for the Arts, Mangilao, Guam; Maui Arts & Cultural Center, Kahului, Havaí. Org. The University of Hawai’i Art Gallery e Tom Klobe. (coletiva)

Heterodoxia. Edição Curitiba: Centro Cultural Portão/Museu Metropolitano de Arte de Curitiba, Curitiba, Brasil; Edição São Paulo: Memorial da América Latina, São Paulo, Brasil; Edição João Pessoa: Galeria de Arte Archidy Picado, João Pessoa, Brasil; Edição Recife: Fundação Joaquim Nabuco, Recife, Brasil; Edição Vitória: Casa Porto das Artes Plásticas, Vitória, Brasil; Edição Fortaleza: Dragão do Mar de Arte e Cultura, Fortaleza, Brasil; Edição Florianópolis: Museu de Arte de Santa Catarina, Florianópolis, Brasil; Edição Salvador: Galeria de Arte Paulo Darzé, Salvador, Brasil; Edição Lima: Galeria de Arte Artco, Lima, Peru; Edição Pará: Museu do Estado do Pará, Belém, Brasil. (coletiva)

Meus Amigos. Espaço MAM Villa-Lobos, São Paulo, Brasil. Curadoria de Caetano de Almeida. (coletiva)

Galerie Jaspers, Munique, Alemanha. (individual: desenhos e vídeo)

Galeria Bolsa de Arte, Porto Alegre, Brasil. (individual: desenhos)

Compressores e Condensadores. Espaço MAM Villa-Lobos, São Paulo, Brasil. Curadoria de Carmela Gross. (coletiva)

2004
Winds. Haim Chanin Fine Arts, Nova York, Estados Unidos. (coletiva)

Novas Aquisições 2003: Coleção Gilberto Chateaubriand. Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil. Curadoria de Fernando Cocchiarale. (coletiva)

DNA. Galeria Arte em Dobro, Rio de Janeiro, Brasil. Curadoria de Cristiana Tejo. (coletiva)

Peso – Leveza em 1ª Semana de Arte na Estrada Real. Passa Quatro, Brasil. (intervenção urbana)

Still Life/Natureza-Morta. Galeria de Arte do Sesi, São Paulo, Brasil; Museu de Arte Contemporânea de Niterói, Niterói, Brasil. Curadoria de Ann Gallagher e Katia Canton. (coletiva)

Paralela 2004. São Paulo, Brasil. Curadoria de Moacir dos Anjos. (coletiva)

Arte Contemporânea no Acervo Municipal. Centro Cultural São Paulo, São Paulo, Brasil. Curadoria de Stella Teixeira de Barros. (coletiva)

2005

A Choice. Haim Chanin Fine Arts, Nova York, Estados Unidos. (coletiva)

Pulsante. Galeria Arte em Dobro, Rio de Janeiro, Brasil. (individual)
Catálogo: Texto de Marco Antonio Andrade.

V Barro de América/Brasil. Galeria Marta Traba de Arte Latino-Americana/Fundação Memorial da América Latina, São Paulo, Brasil. Curadora de Leonor Amarante (Brasil) e Martín Sánchez (Venezuela). (coletiva)

O’Brasil, da Terra Encantada à Aldeia Global. Palácio do Itamaraty, Brasília, Brasil. Org. Fundação Armando Álvares Penteado. Curadoria de Denise Mattar. (coletiva)

s/cem riscos em 1ª Bienal Internacional de Arte al Aire Libre. Comunidade Pan de Azúcar, Caracas, Venezuela. Curadoria de Martín Sánchez. (coletiva)

2006
Black and White Abstractions. Haim Chanin Fine Arts, Nova York, Estados Unidos. (coletiva)

Brazilian Art Show: As Muitas Geografias do Olhar. Pavilhão Ciccillo Matarazzo Sobrinho/Parque do Ibirapuera, São Paulo, Brasil. Curadoria de Angélica de Moraes. (coletiva)
Livro: Brazilian Art VI: Livro de Arte Brasileira, texto de Marco Antonio Andrade (sobre a artista).

MAM na OCA: Arte Brasileira do Acervo do Museu de Arte Moderna de São Paulo. Org. Museu de Arte Moderna de São Paulo. Oca/Parque do Ibirapuera, São Paulo, Brasil. Curadoria de Tadeu Chiarelli, Felipe Chaimovich e Cauê Alves. (coletiva)

Paralela 2006. Pavilhão Armando de Arruda Nogueira/Parque do Ibirapuera, São Paulo, Brasil. Curadoria de Vitória Daniela Bousso. (coletiva)

2007
Itaú Contemporâneo: Arte no Brasil 1981-2006. Itaú Cultural, São Paulo, Brasil. Curadoria de Teixeira Coelho. (coletiva)

Atitude: Desenho. Galeria Nara Roesler, São Paulo, Brasil. (individual)
Catálogo: Texto de Tadeu Chiarelli [*] e da artista.

Dique em 1ª Bienal de Arte Contemporáneo Ushuaia Fin del Mundo. Paseo de las Rosas, Ushuaia, Argentina. Curadoria geral de Leonor Amarante. (intervenção urbana)

Lá vou eu em meu eu oval. Museu Universitário de Arte de Uberlândia, Uberlândia, Brasil. (videoinstalação)

2008
Ambulantes: Estructura-Acción. Cidade do México, México. Org. Centro Cultural de Espanã de México e Universidad Nacional Autónoma de México. (intervenção urbana)

O Desenho e seus Papéis: Alguns Aspectos do Desenho Contemporâneo. Sesc Pinheiros, São Paulo, Brasil. (coletiva)
Catálogo: Texto da artista (curadora).

Leveza e Aspereza da Linha. Galeria Nara Roesler, São Paulo, Brasil. Curadoria de Agnaldo Farias. (coletiva)

Arte pela Amazônia. Pavilhão Ciccillo Matarazzo/Parque do Ibirapuera, São Paulo, Brasil. (coletiva)

Poéticas da Natureza. Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo/Ibirapuera, São Paulo, Brasil. Curadoria de Katia Canton.

In the Florest em Otras Floras. Galeria Nara Roesler, São Paulo, Brasil. Curadoria de José Roca. (instalação)

Colagens Contemporâneas. Pinacoteca Barão de Santo Ângelo, Porto Alegre, Brasil. Curadoria de Sandra Rey. (coletiva)

Endless End/Fim sem Fim. Sesc Interlagos, São Paulo, Brasil. (videoinstalação)

2009
Memorial Revisitado, 20 anos. Galeria Marta Traba/Memorial da América Latina, São Paulo, Brasil. (coletiva)

II Encuentro El Arte y el Vino. Valle de la Concepción, Tarija, Bolívia. (coletiva)

S/Cem Zeros em XXIII Festival de Arte de Porto Alegre. Ateliê Livre da Prefeitura – Érico Veríssimo, Porto Alegre, Brasil. (intervenção urbana)

Horas. Galeria de Artes Visuais/Universidade Federal de Goiás, Goiânia, Brasil. (site specific instalation)
Catálogo: Texto de Paula Braga.

Heterotopias Cotidianas. Dragão do Mar de Arte e Cultura, Fortaleza, Brasil. Curadoria de Michael Asbury. (individual)
Catálogo: Texto de Michael Asbury. [*]

A Metafísica do Belo. Galeria Nara Roesler, São Paulo, Brasil. Curadoria de Paula Braga. (coletiva)

Obra. Estúdio da artista, São Paulo, Brasil. (individual)
Catálogo: Texto de Daniela Castro. [*]

2010

InOut: a contiguos experience em Bienal Zero (artista convidada). Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Brasil. (instalação)

Cadavre Exquis. Centro Cultural São Paulo, São Paulo, Brasil. Curadoria de Débora Bolsoni e Fernanda Lopes. (coletiva)

Paisagens Outras. Galeria da Faculdade de Artes Visuais da Universidade Federal de Goiás, Goiânia, Brasil. (coletiva)
Catálogo: Texto da artista (curadora).

2011

Do atelier ao cubo branco. Museu de arte do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Brasil. (coletiva)
Catalogo: texto José Francisco Alves , curador.

Territorio de caça,  Zipper Galeria, São Paulo, Brasil.
Catalogo: texto curador Mario Gioia.

2012

Agua Viva. Museu Vale, Vila Velha, Espirito Santo, Brasil
Livro: texto curador Jurgen Harten, Doreet LeVitte Harten, Marcelo Campos e Cauê Alves.

Chiarelli, Tadeu. Shirley Paes Leme, Ed. Alfaiatar, 2012. Textos de vários autores.

2013
Examples to follow! Curadoria Adrienne Goehler, Memorial da America Latina, SNao Paulo, Brasil.

Silencioso e incerto. Galeria Matias Brotas, Vitoria, Espirito Santo, Brasil.

 

Textos

1977

Rezende, Osmar. Shirley Paes Leme. Ars Media, Belo Horizonte, n. 201, 20 fev. 1977.

 

1978
Marina, Anna. Cinco artistas. Estado de Minas, Belo Horizonte, 14 abr. 1978.

Alvim, Celma. Círculo Militar. Estado de Minas, Belo Horizonte, 7 maio 1978.
 

1979
Meira, Antônio L. Em Itajubá, o I Salão Luiz Teixeira. Estado de Minas, Belo Horizonte, 17 out. 1979.

1981
Paes Leme, Shirley. Alguns aspectos da tecelagem peruana. Uberlândia: Universidade Federal de Uberlândia, 1981.

Tristão, Mari’Stella. Escolhidos os participantes do Conselho do IV Salão. Estado de Minas, Belo Horizonte, set. 1981.


1984
Grubb, Kathleen. Please touch: It’s art. Reporter, Vacavillem, 14 out. 1984.

 

1985
Cáurio, Rita; Bardi, Pietro Maria; Gullar, Ferreira (Apres.). Artêxtil no Brasil: Viagem pelo mundo da tapeçaria. Rio de Janeiro: Primor, 1985.

Schlesinger, Ellen. Substance grows from form in works of paper. The Sacramento Bee, Sacramento, 14 abr. 1985.

1990
Mello, Maria Teresa. Salão do MABH. Estado de Minas, Belo Horizonte, 3 fev. 1990.

Ventura, Mauro. Apesar do Collor. Programa (Jornal do Brasil), Rio de Janeiro, 3 jun. 1990.

Quental, Paula. Fibras, amarrando idéias e reflexões. Jornal da Tarde, São Paulo, 29 ago. 1990.

1991
Ayala, Walmir. Sinais do tempo. Jornal do Comercio, Rio de Janeiro, 9-10 jun. 1991.

Lencastre, Carla. Objetos em ‘pele’ e ‘osso’. O Globo, Rio de Janeiro, 14 jun. 1991.

Camillo, Almerindo. Caçadora de glória. Veja Minas Gerais (Veja), Belo Horizonte, 31 jul. 1991.


1992
Sebastião, Walter. Bienal suíça inclui escultora mineira. Estado de Minas, Belo Horizonte, 3 mar. 1992.

Vachtova, Ludmila. Kosmische Ansprüche – Pseudophilosophische Sprüche. Buendner Zeitung, Chur, 7 abr. 1992.

Huber, Christine Danna. Die Textilkunst hat die Grenzen gesprengt. Berner Zeitung, Berna, 9 abr. 1992.

Haenggi, Jeanmarie. Tapisserie et sculpture. Le Democrate, Delémont, 6 jun. 1992.

Orsi, Donatella. Quando il tessile diviene arte di viva attualità. Arte, Milão, jun. 1992.

Cutuli, Gracia. 15. Bienal Internacional de Lausana Arte Textil. Tramemos – Boletín del Centro Argentino de Arte Textil (CAAT), Buenos Aires, ano XII, n. 38, ago. 1992.

Guinard, Mavis. Interweaving Art and Craft. The World & I, set. 1992.

Barros, Stella Teixeira de. Uno. Artefacto, Sevilha, n. 0, out. 1992.

1993
Dervish, Alice. Picking up sticks with artist Leme. Art Review Magazine, São Francisco, abr. 1993.

Martins, Tania. Shirley Paes Leme esculpe para o mundo. Correio do Triângulo, Uberlândia, 3 nov. 1993.
 

1994
Chiarelli, Tadeu. Escultura dos anos 90. Jornal da Tarde, São Paulo, 19 abr. 1994.

Fagundes Jr., Carlos E. Uchôa. Coletiva traz novidades em três dimensões. Folha de S. Paulo, São Paulo, 19 abr. 1994.

Sebastião, Walter. Mostra traz a criação artística do Triângulo. Estado de Minas, Belo Horizonte, 10 maio 1994.

Guaranys, Ana. Artistas de peso virão à cidade. Correio do Triângulo, Uberlândia, 23 out. 1994.

Guaranys, Ana. Arte de Shirley continua na mira do mundo. Correio do Triângulo, Uberlândia, 6 nov. 1994.

1995
Guaranys, Ana. Filhas da Terra percorrem os caminhos da arte. Correio do Triângulo, Uberlândia, 15 mar. 1995.

Guaranys, Ana. Projeto leva a arte aos espaços públicos. Correio do Triângulo, Uberlândia, 28 abr. 1995.

Guaranys, Ana. Uberlândia, um museu a céu aberto. Correio do Triângulo, Uberlândia, 28 maio 1995.
 

1996
Canton, Katia. MAM apresenta arte brasileira com sotaque atual. Folha de S. Paulo, São Paulo, 1º out. 1996.

Moraes, Angélica de. MAM enfoca influência do artesanal. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 1º out. 1996.

Sebastião, Walter. Mineiros conquistam Paris. Estado de Minas, Belo Horizonte, 26 nov. 1996.

Bernardes, Betina. Paris vê trabalho de escultores brasileiros. Folha de S. Paulo, São Paulo, 4 dez. 1996.

Canton, Katia. Mostras confirmam internacionalização. Folha de S. Paulo, São Paulo, 11 dez. 1996.

1997
Chiarelli, Tadeu et. al. Tridimensionalidade. São Paulo: Instituto Cultural Itaú, 1997.

Ribeiro, Marília Andrés; Silva, Fernando Pedro da (Org.). Um Século de história das artes plásticas em Belo Horizonte. Belo Horizonte: C/Arte, 1997.

Arruda, Tereza de. Organicus – Organische Formen und Materialien In der zeitgenössischen brasilianischen Kunst. In: Bilang, Karla (Hg.). Moderne und Regionalismus in der Kunst von Frauen. Berlim: Trafo, 1997.

Azevedo, Carlos. Arte contemporânea. Correio da Paraíba, João Pessoa, 10 jan. 1997.

Raposo, Sheila. Madeira, terra e plantas transformadas em obras de arte. O Norte, João Pessoa, 10 jan. 1997.

Canton, Katia. Coletiva de mulheres vem da Alemanha. Folha de S. Paulo, São Paulo, 17 jan. 1997.

Thevenet, Claudia. A arte diversificada. Programa (Jornal do Brasil), Rio de Janeiro, fev.-mar. 1997.

Fioravante, Celso. Coletiva revela opção orgânica. Folha de S. Paulo, São Paulo, 12 mar. 1997.

Moraes, Angélica de. Obras da ‘Organicus’ vêm da terra. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 14 mar. 1997.

Ferreira, Kathia. Indagações para deleite crítico. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 15 mar. 1997.

Siegel, Gisela. Os ‘outros modernos’ como programa de contraste: arte extra-européia em Berlim. Deutschland, Frankfurt am Main, n. 4, ago. 1997.

Miranda, Max. A retórica do primitivo. Correio, Uberlândia, 28 out. 1997.

Fioravante, Celso. Esculturas ocupam espaço na Paulista. Folha de S. Paulo, São Paulo, 5 nov. 1997.

Leirner, Sheila. Exposição paralela exibe excluídos. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 15 dez. 1997.

Berg, Ronald. Ausstellung: ‘Die Anderen Modernen’. Zitty, Berlim, n. 10, 1997.

1998
Paes Leme, Shirley et al. Hoje é dia do fazer artístico. Correio, Uberlândia, 1º maio 1998.

Miranda, Max. A força vital de uns galhos mortos. Correio, Uberlândia, 15 maio 1998.

Chiarelli, Tadeu. Esculturas de Shirley Paes Leme. Estado de Minas, Belo Horizonte, 16 maio 1998.

Araújo, Fausto Fábio. A lógica dos casulos e dos gravetos. Correio, Uberlândia, 26 maio 1998.

Garcez, Bruno. García Lorca chega às praças de São Paulo. Folha de S. Paulo, São Paulo, 5 ago. 1998.

Néspoli, Beth. Sesc dá partida ao projeto itinerante de Lorca. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 5 ago. 1998.

Stigger, Verônica. Um mundo em gravetos. Zero Hora, Porto Alegre, 1º set. 1998.

Weiss, Ana. Shirley Paes Leme capta a memória do que paira no ar. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 3 set. 1998.

Durán, Cristina R. Instalações homenageiam Lorca. Jornal da Tarde, São Paulo, 12 set. 1998.

Garcez, Bruno. Paulistanos se despedem de Lorca. Folha de S. Paulo, São Paulo, 12 set. 1998.

Naves, Janaína. Shirley percorre Terra Brasil. Correio, Uberlândia, 17 set. 1998.

Hirszman, Maria. Galeria resgata a democrática arte dos múltiplos. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 3 dez. 1998.

Rodrigues, Lúcia. Começa hoje nova edição de ‘Múltiplos’. Folha de S. Paulo, São Paulo, 3 dez. 1998.

1999
Barros, Stella Teixeira de. Perfil da Coleção Itaú. São Paulo: Instituto Cultural Itaú, 1999.

Canton, Katia. O ritmo e a memória. Bravo!, São Paulo, ano 2, n. 16, jan. 1999.

Galvão, Cristiane. Uma goiana que ganhou o mundo. Gazeta Mercantil, Brasília, 9 fev. 1999.

Töpper-Fennel, Barbara. Wieder Kunst in Barsikow. Märkische Allgemeine, Barsikow Potsdam, 11 maio 1999.

Von Roman, Rhode. Die KünstlerIn: Shirley Paes Leme formt sich aus Zweigen eine Welt. Der Tagesspiegel, Berlim, 28 maio 1999.

Bernardes, Adriana. Picumãs em Berlim. Revista (Correio), Uberlândia, 1º jun. 1999.

2000
Chiarelli, Tadeu. Flame. In: Couto, Ronaldo Graça (Ed.). Arte e artistas plásticos no Brasil. São Paulo: Metalivros, 2000.

Chiarelli, Tadeu (Coord.). Grupo de estudos sobre curadoria. São Paulo: Museu de Arte Moderna de São Paulo, 2000.

Cirillo, José. Pela Fresta – Um estudo do tempo e da memória no processo de criação. II SEPES – Seminário de Extensão e Pesquisa do Espírito Santo, Vitória, v. 1, 2000.

Fiuza, Marcelo. Agora vou fazer arte. Magazine (O Tempo), Belo Horizonte, 19 jul. 2000.

Silva, Emilene. Construção poética da arte. Revista (Correio), Uberlândia, 17 nov. 2000.


2001
Coelho Netto, José Teixeira. A Coleção. São Paulo: Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, 2001.

Freitas, Maria do Carmo. Registro da arte brasileira – Litografias. Belo Horizonte: C/Arte, 2001.

2002
Araújo, Olívio Tavares de. O olhar amoroso: textos sobre arte brasileira. São Paulo: Momesso Edições de Arte, 2002.

Chiarelli, Tadeu. Arte Internacional Brasileira. 2ª ed. São Paulo: Lemos Editorial, 2002.

Chiarelli, Tadeu (Ed.). Alegoria: Arte brasileira – século XX/ Museu de Arte Moderna de São Paulo. São Paulo: Lemos Editorial; Museu de Arte Moderna de São Paulo, 2002.

Chiarelli, Tadeu (Ed.). Inventário: catálogo geral do acervo do Museu de Arte Moderna de São Paulo. São Paulo: Lemos Editorial; Museu de Arte Moderna de São Paulo, 2002.

Cirillo, José. Pelas mãos de Mnemosyne: um estudo do tempo e da memória no projeto poético de Shirley Paes Leme. Caderno de resumos do VII Encontro Internacional de Pesquisadores do Manuscrito: Poética da Criação, Niterói, v. 1, 2002.

Hirszman, Maria. A beleza do risco. Guia do Estado (O Estado de S. Paulo), São Paulo, 11 out. 2002.

Novaes, Tereza. Shirley Paes Leme se inspira na infância. Guia da Folha (Folha de S. Paulo), São Paulo, 11 out. 2002.

Maciel, Nahima. Desenhos feitos de fogo. Correio Braziliense, Brasília, 7 nov. 2002.

Recena, Diego. Galeria Referência em exposição. Roteiro (Gazeta Mercantil), Brasília, 7-20 nov. 2002.

Zanon, Raquel. Os riscos de Shirley Paes Leme. Tribuna do Brasil, Brasília, 7 nov. 2002.

Cirillo, José. Pela fresta: memória como matéria edificante na obra de Shirley Paes Leme. Farol, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, ano 3, n. 3, dez. 2002.

2003

Coelho Netto, José Teixeira; Grossmann, Martin. Coleção MAC Collection. São Paulo: Comunique; Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, 2003.

Cirillo, José. Pelas mãos de Mnemosyne: um estudo do tempo e da memória no projeto poético de Shirley Paes Leme. Manuscrítica, São Paulo, v. 11, 2003.

2004
Cirillo, José. Imagem-lembrança: comunicação e memória no processo de criação. São Paulo: Pontifícia Universidade Católica, 2004. (Tese de Doutorado)

Canton, Katia. Escultura Aventura. São Paulo: Difusão Cultural do Livro, 2004.

Nador, Mônica. Paredes pintadas. Revista d’Art, São Paulo, n. 11, abr. 2004.

2005
Calil, Carlos Augusto (Apres.). A Pinacoteca do Município de São Paulo. São Paulo: Banco Safra: 2005.

Paes Leme, Shirley. O fogo e a chama. In: Moreira, Maria Carla Guarinello de Araújo (Org.). Arte em Pesquisa. Londrina: Editora da Universidade Estadual de Londrina, 2005.

Cirillo, José. Geografia íntima: os cadernos de rascunho de Shirley Paes Leme. Farol, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2005.

Barbosa, Fabiana. Sopro de Shirley Paes Leme. Jornal do Commercio, Rio de Janeiro, 20-21 mar. 2005.

2006
Coelho Netto, José Teixeira (Org.). Coleção Itaú Contemporâneo: Arte no Brasil, 1981-2006. São Paulo: Itaú Cultural, 2006.

Andrade, Marco Antonio. O desenho essencial e pulsante de Shirley Paes Leme. Produção, Teoria e Crítica – Revista do programa de Pós-graduação em Artes Visuais da FASM, Faculdade Santa Marcelina, São Paulo, v. 1, 2006.

2007
Funken, Peter. Biennale am Ende der Welt. Kunstforum, Berlim, n. 186, 2007.
Funken, Peter. Pensando al fin del mundo (Bienal de Ushuaia en Tierra del Fuego, Argentina). Art.es, n. 21, 2007.
Molina, Camila. A obra de Shirley Paes Leme feita no território do intangível. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 26 jul. 2007.

Nunes, Rúbia. Arte para refletir sobre a vida. Revista (Correio de Uberlândia), Uberlândia, 9 out. 2007.


2008
Cirillo, José. Imagem-lembrança: memória como matéria plástica na obra de Shirley Paes Leme. Caderno de Resumos do XXVIII Colóquio do Comitê Brasileiro de História da Arte, Rio de Janeiro, 2008.

2009
Montaño, Danitza Pamela. El arte que transforma espacios y personas. Nuevo Sur, Tarija, 20 mar. 2009.

Soares, Ana Cecília. Um outro lugar. Diário do Nordeste, Fortaleza, 30 out. 2009.

2010
Virmondes, João. Apontamentos / cruzamentos. Entre o campo da cultura e da arte. In: Salimeno de Sá, Raquel M. (Org.). Educação Arte e Cultura – Conceitos e métodos. Uberlândia: Composer, 2010.

 

2011

Raucsher, Beatriz. Alem da sala de aula: o exercício da liberdade como paradigma. Entrevista com Shirley Paes Leme. Porto Arte, revista de Artes Visuais, maio 2011.

2012
Kellogg, Craig, Essential elements, texto e capa na Interior Designer Magazine, august,2012.
Moreschi, Bruno. As melhores exposições na seleção de Bravo, Revista Bravo, Julho, 2012.
Schindler, Von Fell. Kunst im Land der Lebenskunstler. Tages-Anzeiger, 20 november 2012, Zurich, Suiça.
Walter Sebastião,  Mineira Shirley Paes Leme expõe no Museu Vale, em Vitória. Jornal Estado de Minas 28/05/2012.

Chiarelli, Tadeu.Notas sobre a artista quando (muito) jovem. Asbury, Michael. Shirley Paes Leme : Viver é muito perigoso. Alzugaray, Paula. Imagens Mínimas.
Belluzzo, Ana Maria e Paes Leme, Shirley e Chiarelli Tadeu. Sem Riscos

Sebastião, Walter. Política dos pequenos gestos. Estados Minas Gerais, Pensar, sábado, 26, de janeiro,2013.

 

Bibliografia selecionada

Alvim, Celma. Círculo Militar. Estado de Minas, Belo Horizonte, 7 maio 1978.

Andrade, Marco Antonio. Shirley Paes Leme: Art as a Metaphor for ‘Flame’. In: Shirley Paes Leme: Flame. Washington: The Brazilian Embassy; The Brazilian-American Cultural Institute, 1996.

Andrade, Marco Antonio. Amilcar de Castro et Shirley Paes Leme : pesant au dedant, clair au dehors. In: Deux artistes brésiliens: Amilcar de Castro et Shirley Paes Leme. Paris: Galerie Debret, 1996.

Andrade, Marco Antonio. O desenho essencial e pulsante de Shirley Paes Leme. In: Pulsante. Rio de Janeiro: Galeria Arte em Dobro, 2005.

Andrade, Marco Antonio. Shirley Paes Leme: Uma chama para animar um espaço. In: Moraes, Angélica de (Ed.). Brazilian Art VI: Livro de Arte Brasileira. São Paulo: Jardim Contemporâneo, 2005.

Andrade, Marco Antonio. O desenho essencial e pulsante de Shirley Paes Leme. Produção, Teoria e Crítica – Revista do programa de Pós-graduação em Artes Visuais da FASM, Faculdade Santa Marcelina, São Paulo, v. 1, 2006.

Andrade, Marco Antonio. Lúmen Vaga Lúmen – Shirley Paes Leme e a poética das chamas. In: II Bienal do Mercosul: Shirley Paes Leme. Porto Alegre: Fundação Bienal do Mercosul, 2007.

Araújo, Fausto Fábio. A lógica dos casulos e dos gravetos. Correio, Uberlândia, 26 maio 1998.

Araújo, Olívio Tavares de. Strenge und Einfachheit/Rigour and Simplicity. In: Shirley Paes-Leme. Barsikow; Munique; Berlim: Galerie Barsikow; Galerie Jaspers; KunstRaum, 1999. [*]

Araújo, Olívio Tavares de. Aldeias interiores. In: ___. O olhar amoroso: textos sobre arte brasileira. São Paulo: Momesso Edições de Arte, 2002.

Arruda, Tereza de. Kunstwerke von Shirley Paes-Leme in der Galerie Jaspers. In: Shirley Paes-Leme. Munique: Galerie Jaspers, 1997.

Arruda, Tereza de. Organicus – Organische Formen und Materialien In der zeitgenössischen brasilianischen Kunst. In Bilang, Karla (Hg.). Moderne und Regionalismus in der Kunst von Frauen. Berlim: Trafo, 1997.

Asbury, Michael. Shirley Paes Leme – Heteropias Cotidianas. São Paulo: Alfaiatar, 2010. [*]

Ayala, Walmir. Sinais do tempo. Jornal do Commercio, Rio de Janeiro, 9-10 jun. 1991.

Azevedo, Carlos. Arte contemporânea. Correio da Paraíba, João Pessoa, 10 jan. 1997.

Barbosa, Fabiana. Sopro de Shirley Paes Leme. Jornal do Commercio, Rio de Janeiro, 20-21 mar. 2005.

Barros, Stella Teixeira de. Uno. In: Shirley Paes Leme – Objetos/Instalações – XV Bienal Internacional de Lausanne, Suíça. Uberlândia: Ed. da autora, 1992.

Barros, Stella Teixeira de. Uno. Artefacto, Sevilha, n. 0, out. 1992.

Barros, Stella Teixeira de. Perfil da Coleção Itaú. São Paulo: Instituto Cultural Itaú, 1999.

Berg, Ronald. Ausstellung: ‘Die Anderen Modernen’. Zitty, Berlim, n. 10, 1997.

Bernardes, Adriana. Picumãs em Berlim. Revista (Correio), Uberlândia, 1º jun. 1999.

Bernardes, Betina. Paris vê trabalho de escultores brasileiros. Folha de S. Paulo, São Paulo, 4 dez. 1996.

Beuttenmüller, Alberto. Escultura: Amilcar de Castro e Shirley Paes Leme. Uberlândia: Universidade Federal de Uberlândia, 1991.

Beuttenmüller, Alberto. Linguagem contemporânea a partir de memória ancentral. In: Shirley Paes Leme – Objetos/Instalações – XV Bienal Internacional de Lausanne, Suíça. Uberlândia: Ed. da autora, 1992.

Braga, Paula. Horas: um lugar vazio repleto de vivências. In: Horas. Goiânia: Universidade Federal de Goiás, 2009.

Calil, Carlos Augusto (Apres.). A Pinacoteca do Município de São Paulo. São Paulo: Banco Safra: 2005.

Camillo, Almerindo. Caçadora de glória. Veja Minas Gerais (Veja), Belo Horizonte, 31 jul. 1991.

Canton, Katia. MAM apresenta arte brasileira com sotaque atual. Folha de S. Paulo, São Paulo, 1º out. 1996.

Canton, Katia. Mostras confirmam internacionalização. Folha de S. Paulo, São Paulo, 11 dez. 1996.

Canton, Katia. Coletiva de mulheres vem da Alemanha. Folha de S. Paulo, São Paulo, 17 jan. 1997.

Canton, Katia. Shirley Paes Leme: A verdade que emana pela fresta. In: Pela Fresta. Uberlândia: Oficina Cultural, 1998.

Canton, Katia. O ritmo e a memória. Bravo!, São Paulo, ano 2, n. 16, jan. 1999.

Canton, Katia. Escultura Aventura. São Paulo: Difusão Cultural do Livro, 2004.

Castro, Amilcar de. Shirley Paes Leme. Viçosa: Editora da Universidade Federal de Viçosa, s.d. [1999].

Castro, Daniela. Joaquim Antunes, nº 1069: __ Obra (  ). In: Obra. São Paulo: Ed. da artista, 2009. [*]

Cáurio, Rita; Bardi, Pietro Maria; Gullar, Ferreira (Apres.). Artêxtil no Brasil: Viagem pelo mundo da tapeçaria. Rio de Janeiro: Primor, 1985.

Chiarelli, Tadeu. Escultura dos anos 90. Jornal da Tarde, São Paulo, 19 abr. 1994.

Chiarelli, Tadeu. The Sculptures of Shirley Paes Leme/Sobre as esculturas de Shirley Paes Leme. In: Shirley Paes Leme: Flame. Washington: The Brazilian-American Cultural Institute – BACI, 1996.

Chiarelli, Tadeu. À propos des sculptures de Shirley Paes Leme/Sobre as esculturas de Shirley Paes Leme. In: Deux artistes brésiliens: Amilcar de Castro et Shirley Paes Leme. Paris: Galerie Debret, 1996.

Chiarelli, Tadeu. Esculturas de Shirley Paes Leme. Estado de Minas, Belo Horizonte, 16 maio 1998.

Chiarelli, Tadeu et al. Tridimensionalidade. 2ª ed. São Paulo: Itaú Cultural; Cosac Naify, 1999.

Chiarelli, Tadeu. Flame. In: Couto, Ronaldo Graça (Ed.). Arte e artistas plásticos no Brasil. São Paulo: Metalivros, 2000.

Chiarelli, Tadeu (Coord.). Grupo de estudos sobre curadoria. São Paulo: Museu de Arte Moderna de São Paulo, 2000.

Chiarelli, Tadeu. Sobre as esculturas de Shirley Paes Leme. In: ___. Arte Internacional Brasileira. 2ª ed. São Paulo: Lemos Editorial, 2002.

Chiarelli, Tadeu. Colocando dobradiças na arte contemporânea. In: ___. Arte Internacional Brasileira. 2ª ed. São Paulo: Lemos Editorial, 2002.

Chiarelli, Tadeu (Ed.). Alegoria: Arte brasileira – século XX/ Museu de Arte Moderna de São Paulo. São Paulo: Lemos Editorial; Museu de Arte Moderna de São Paulo, 2002.

Chiarelli, Tadeu (Ed.). Inventário: catálogo geral do acervo do Museu de Arte Moderna de São Paulo. São Paulo: Lemos Editorial; Museu de Arte Moderna de São Paulo, 2002.

Chiarelli, Tadeu. Shirley Paes Leme e a captação do fugaz. In: Atitude: desenho. São Paulo: Galeria Nara Roesler, 2007. [*]

Cirillo, José. Pela Fresta – Um estudo do tempo e da memória no processo de criação. II SEPES – Seminário de Extensão e Pesquisa do Espírito Santo, Vitória, v. 1, 2000.

Cirillo, José. Pelas mãos de Mnemosyne: um estudo do tempo e da memória no projeto poético de Shirley Paes Leme. Caderno de resumos do VII Encontro Internacional de Pesquisadores do Manuscrito: Poética da Criação, Niterói, v. 1, 2002.

Cirillo, José. Pela fresta: memória como matéria edificante na obra de Shirley Paes Leme. Farol, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, ano 3, n. 3, dez. 2002.

Cirillo, José. Pelas mãos de Mnemosyne: um estudo do tempo e da memória no projeto poético de Shirley Paes Leme. Manuscrítica, São Paulo, v. 11, 2003.

Cirillo, José. Imagem-lembrança: comunicação e memória no processo de criação. São Paulo: Pontifícia Universidade Católica, 2004. (Tese de Doutorado)

Cirillo, José. Geografia íntima: os cadernos de rascunho de Shirley Paes Leme. Farol, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2005.

Cirillo, José. Imagem-lembrança: memória como matéria plástica na obra de Shirley Paes Leme. Caderno de Resumos do XXVIII Colóquio do Comitê Brasileiro de História da Arte, Rio de Janeiro, 2008.

Coelho Netto, José Teixeira. A Coleção. São Paulo: Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, 2001.

Coelho Netto, José Teixeira; Grossmann, Martin. Coleção MAC Collection. São Paulo: Comunique; Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, 2003.

Coelho Netto, José Teixeira (Org.). Coleção Itaú Contemporâneo: Arte no Brasil, 1981-2006. São Paulo: Itaú Cultural, 2006.

Cutuli, Gracia. 15. Bienal Internacional de Lausana Arte Textil. Tramemos – Boletín del Centro Argentino de Arte Textil (CAAT), Buenos Aires, ano XII, n. 38, ago. 1992.

Dervish, Alice. Picking up sticks with artist Leme. Art Review Magazine, San Francisco, abr. 1993.

Durán, Cristina R. Instalações homenageiam Lorca. Jornal da Tarde, São Paulo, 12 set. 1998.

Fagundes Jr., Carlos E. Uchôa. Coletiva traz novidades em três dimensões. Folha de S. Paulo, São Paulo, 19 abr. 1994.

Feldman, Bella. Shirley Paes Leme – Objetos/Instalações – XV Bienal Internacional de Lausanne, Suíça. Uberlândia: Ed. da autora, 1992.

Ferreira, Kathia. Indagações para deleite crítico. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 15 mar. 1997.

Fioravante, Celso. Coletiva revela opção orgânica. Folha de S. Paulo, São Paulo, 12 mar. 1997.

Fioravante, Celso. Esculturas ocupam espaço na Paulista. Folha de S. Paulo, São Paulo, 5 nov. 1997.

Fiuza, Marcelo. Agora vou fazer arte. Magazine (O Tempo), Belo Horizonte, 19 jul. 2000.

Freitas, Maria do Carmo. Registro da arte brasileira – Litografias. Belo Horizonte: C/Arte, 2001.
Funken, Peter. Biennale am Ende der Welt. Kunstforum, Berlim, n. 186, 2007.
Funken, Peter. Pensando al fin del mundo (Bienal de Ushuaia en Tierra del Fuego, Argentina). Art.es, n. 21, 2007.

Galvão, Cristiane. Uma goiana que ganhou o mundo. Gazeta Mercantil, Brasília, 9 fev. 1999.

Garcez, Bruno. García Lorca chega às praças de São Paulo. Folha de S. Paulo, São Paulo, 5 ago. 1998.

Garcez, Bruno. Paulistanos se despedem de Lorca. Folha de S. Paulo, São Paulo, 12 set. 1998.

Grubb, Kathleen. Please touch: It’s art. Reporter, Vacavillem, 14 out. 1984.

Guaranys, Ana. Artistas de peso virão à cidade. Correio do Triângulo, Uberlândia, 23 out. 1994.

Guaranys, Ana. Arte de Shirley continua na mira do mundo. Correio do Triângulo, Uberlândia, 6 nov. 1994.

Guaranys, Ana. Filhas da Terra percorrem os caminhos da arte. Correio do Triângulo, Uberlândia, 15 mar. 1995.

Guaranys, Ana. Projeto leva a arte aos espaços públicos. Correio do Triângulo, Uberlândia, 28 abr. 1995.

Guaranys, Ana. Uberlândia, um museu a céu aberto. Correio do Triângulo, Uberlândia, 28 maio 1995.

Guinard, Mavis. Interweaving Art and Craft. The World & I, set. 1992.

Haenggi, Jeanmarie. Tapisserie et sculpture. Le Democrate, Delémont, 6 jun. 1992.

Herkenhoff, Paulo; Pedrosa, Adriano (Orgs.). Marcas do corpo, dobras da alma. São Paulo: Petrobras, 2000.

Hirszman, Maria. Galeria resgata a democrática arte dos múltiplos. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 3 dez. 1998.

Hirszman, Maria. A beleza do risco. Guia do Estado (O Estado de S. Paulo), São Paulo, 11 out. 2002.

Huber, Christine Danna. Die Textilkunst hat die Grenzen gesprengt. Berner Zeitung, Berna, 9 abr. 1992.

Leirner, Sheila. Exposição paralela exibe excluídos. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 15 dez. 1997.

Lancastre, Carla. Objetos em ‘pele’ e ‘osso’. O Globo, Rio de Janeiro, 14 jun. 1991.

Luppi, Eduardo. Shirley, a linha e o fio. In: Shirley Paes Leme: Tapeçarias. Belo Horizonte: Galeria Sylvio Vasconcellos, 1981.

Luppi, Eduardo. Shirley, a linha e o fio. In: Shirley Paes Leme: Tapeçarias. Brasília: Galeria A, 1981.

Luppi, Eduardo. Shirley Paes Leme – Objetos/Instalações – XV Bienal Internacional de Lausanne, Suíça. Uberlândia: Ed. da autora, 1992.

Maciel, Nahima. Desenhos feitos de fogo. Correio Braziliense, Brasília, 7 nov. 2002.

Marina, Anna. Cinco artistas. Estado de Minas, Belo Horizonte, 14 abr. 1978.

Martins, Tania. Shirley Paes Leme esculpe para o mundo. Correio do Triângulo, Uberlândia, 3 nov. 1993.

Meira, Antônio L. Em Itajubá, o I Salão Luiz Teixeira. Estado de Minas, Belo Horizonte, 17 out. 1979.

Mello, Maria Teresa. Salão do MABH. Estado de Minas, Belo Horizonte, 3 fev. 1990.

Milliet, Maria Alice. Sarça ardente: sede/sêde de saber. In: Shirley Paes Leme. São Paulo: Valu Ória Galeria de Arte, 1998. [*]

Milliet, Maria Alice. Shirley Paes Leme: Desenho e desígnio. In: Shirley Paes Leme: Correr o risco. São Paulo: Galeria Baró Senna, 2002. [*]

Miranda, Max. A retórica do primitivo. Correio, Uberlândia, 28 out. 1997.

Miranda, Max. A força vital de uns galhos mortos. Correio, Uberlândia, 15 maio 1998.

Molina, Camila. A obra de Shirley Paes Leme feita no território do intangível. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 26 jul. 2007.

Montaño, Danitza Pamela. El arte que transforma espacios y personas. Nuevo Sur, Tarija, 20 mar. 2009.

Moraes, Angélica de. MAM enfoca influência do artesanal. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 1º out. 1996.

Moraes, Angélica de. Obras da ‘Organicus’ vêm da terra. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 14 mar. 1997.

Moraes, Angélica de. Luminescências pulsantes. In: Shirley Paes Leme – VII Bienal de La Habana, Cuba. Havana: Centro de Arte Contemporáneo Wifredo Lam, 2000. [*]

Nador, Mônica. Paredes pintadas. Revista d’Art, São Paulo, n. 11, abr. 2004.

Naves, Janaína. Shirley percorre Terra Brasil. Correio, Uberlândia, 17 set. 1998.

Néspoli, Beth. Sesc dá partida ao projeto itinerante de Lorca. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 5 ago. 1998.

Novaes, Tereza. Shirley Paes Leme se inspira na infância. Guia da Folha (Folha de S. Paulo), São Paulo, 11 out. 2002.

Nunes, Rúbia. Arte para refletir sobre a vida. Revista (Correio de Uberlândia), Uberlândia, 9 out. 2007.

Orsi, Donatella. Quando il tessile diviene arte di viva attualità. Arte, Milão, jun. 1992.

Paes Leme, Shirley. Alguns aspectos da tecelagem peruana. Uberlândia: Universidade Federal de Uberlândia, 1981.

Paes Leme, Shirley. Shirley Paes Leme: Instalações. Uberlândia: Casa da Cultura, 1990.

Paes Leme, Shirley et al. Hoje é dia do fazer artístico. Correio, Uberlândia, 1º maio 1998.

Paes Leme, Shirley. O fogo e a chama. In: Moreira, Maria Carla Guarinello de Araújo (Org.). Arte em Pesquisa. Londrina: Editora da Universidade Estadual de Londrina, 2005.

Paes Leme, Shirley. Desenhos pulsantes: vídeo instalação. Publicado originalmente na revista virtual da FASM – Faculdade Santa Marcelina em 2006. [http://www.shirleypaesleme.com.br/portu/depo2.asp?flg_Lingua=1&cod_Depoimento=49; acesso em outubro de 2010]

Paes Leme, Shirley. Atitude: desenho. São Paulo: Galeria Nara Roesler, 2007.

Paes Leme, Shirley. O desenho e seus papéis: alguns aspectos do desenho contemporâneo. São Paulo: Sesc Pinheiros, 2008.

Paes Leme, Shirley. Paisagens outra: uma investigação heterotópica. In: Paisagens outras. Goiânia: Universidade Federal de Goiás, 2010.

Quental, Paula. Fibras, amarrando idéias e reflexões. Jornal da Tarde, São Paulo, 29 ago. 1990.

Raposo, Sheila. Madeira, terra e plantas transformadas em obras de arte. O Norte, João Pessoa, 10 jan. 1997.

Rattemeyer, Christian. Material and Form, the Poetics of De-essentializa. In: Die anderen Modernen: Zeitgenössische Kunst aus Afrika, Asien und Lateinamerika [Os outros modernos: a arte contemporânea da África, Ásia e América Latina]. Berlim: Haus der Kulturen der Welt, 1997. [http://www.culturebase.net/artist.php?1456; acesso em outubro de 2010]

Recena, Diego. Galeria Referência em exposição. Roteiro (Gazeta Mercantil), Brasília, 7-20 nov. 2002.

Rezende, Osmar. Shirley Paes Leme. Ars Media, Belo Horizonte, n. 201, 20 fev. 1977.

Ribeiro, Marília Andrés; Silva, Fernando Pedro da (Org.). Um Século de história das artes plásticas em Belo Horizonte. Belo Horizonte: C/Arte, 1997.

Ribeiro, Marília Andrés. Releitura crítica da obra de Shirley Paes Leme. In: São e Fogo Fel. Porto Alegre: Casa de Cultura Mario Quintana, 1998. [*]

Rodrigues, Lúcia. Começa hoje nova edição de ‘Múltiplos’. Folha de S. Paulo, São Paulo, 3 dez. 1998.

Sampaio, Márcio. Fumaça, picumã, graveto: vivos resíduos. In: Tangenciando Amilcar. Porto Alegre: Santander Cultural, 2002. [*]

Schlesinger, Ellen. Substance grows from form in works of paper. The Sacramento Bee, Sacramento, 14 abr. 1985.

Sebastião, Walter. Bienal suíça inclui escultora mineira. Estado de Minas, Belo Horizonte, 3 mar. 1992.

Sebastião, Walter. Mostra traz a criação artística do Triângulo. Estado de Minas, Belo Horizonte, 10 maio 1994.

Sebastião, Walter. Mineiros conquistam Paris. Estado de Minas, Belo Horizonte, 26 nov. 1996.

Siegel, Gisela. Os ‘outros modernos’ como programa de contraste: arte extra-européia em Berlim. Deutschland, Frankfurt am Main, n. 4, ago. 1997.

Silva, Emilene. Construção poética da arte. Revista (Correio), Uberlândia, 17 nov. 2000.

Soares, Ana Cecília. Um outro lugar. Diário do Nordeste, Fortaleza, 30 out. 2009.

Stigger, Verônica. Um mundo em gravetos. Zero Hora, Porto Alegre, 1º set. 1998.

Thevenet, Claudia. A arte diversificada. Programa (Jornal do Brasil), Rio de Janeiro, fev.-mar. 1997.

Toledo, Amélia. Diálogos de Shirley com o Eucaliptus. In: Shirley Paes Leme: Nexus. Belo Horizonte: Espaço Cultural Cemig, 1994.

Töpper-Fennel, Barbara. Shirley Paes Leme. Barsikow: Galerie Barsikow, 1999.

Töpper-Fennel, Barbara. Wieder Kunst in Barsikow. Märkische Allgemeine, Barsikow Potsdam, 11 maio 1999.

Trindade, Marlene. Shirley Paes Leme. Uberlândia: Universidade Federal de Uberlândia, 1981.

Trindade, Marlene. Shirley Paes Leme. Campo Grande: Centro de Arte de Campo Grande, 1982.

Tristão, Mari’Stella. Escolhidos os participantes do Conselho do IV Salão. Estado de Minas, Belo Horizonte, set. 1981.

Vachtova, Ludmila. Kosmische Ansprüche – pseudophilosophische Sprüche. Buendner Zeitung, Chur, 7 abr. 1992.

Ventura, Mauro. Apesar do Collor. Programa (Jornal do Brasil), Rio de Janeiro, 3 jun. 1990.

Virmondes, João. Apontamentos/cruzamentos. Entre o campo da cultura e da arte. In: Salimeno de Sá, Raquel M. (Org.). Educação Arte e Cultura – Conceitos e métodos. Uberlândia: Composer, 2010.

Von Roman, Rhode. Die KünstlerIn: Shirley Paes Leme formt sich aus Zweigen eine Welt. Der Tagesspiegel, Berlim, 28 maio 1999.

Weiss, Ana. Shirley Paes Leme capta a memória do que paira no ar. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 3 set. 1998.

Zanon, Raquel. Os riscos de Shirley Paes Leme. Tribuna do Brasil, Brasília, 7 nov. 2002.